CASA DE PRÁIA E CASA DE CAMPO!

A CASA DE PRÁIA PEDE AMBIENTES INTEGRADOS E VARANDAS. CACHOEIRAS E RIACHOS VALORIZAM A DE CAMPO

CASA DE PRÁIA

LOCALIZAÇÃO

A vista é o mais importante. Em praias movimentadas, frente para o mar pode ser incômodo. Também contam: serviços, luz, água, esgoto. A distância da capital não deve ser grande. Cuidado com a documentação do terreno. Próximo a rios, lagos e cachoeiras, a demarcação é mais precisa, mas o recuo da construção deve ser de 30m.

IMPLANTAÇÃO

Deve favorecer a ventilação. É bom que a casa tenha pé-direito alto e muitas varandas. O sol deve bater na piscina.

ESTILO

Mediterrâneo, mexicano, neocolonial

DISTRIBUIÇÃO DE AMBIENTES

Deve apresentar versatilidade e integração com área externa. Quanto mais gente puder acomodar, melhor.
Três ou quatro quartos (pelo menos uma suíte). Banheiros polivalentes, com pia do lado de fora e espaços reservados para vaso sanitário e boxe. A cozinha deve estar integrada à sala. Mas isto apenas vale para as casas de praia propriamente ditas. Quem mora à beira-mar e tem empregada não quer cozinha integrada à sala.

PAVIMENTOS

Térrea, se o terreno for grande. Porém, dois pavimentos podem aproveitar um terreno menor, garantir uma linda vista ou melhorar a ventilação.

MATERIAIS

No piso, cerâmica, de preferência antiderrapante. Tudo tem que ser prático e fácil de limpar, dica esta, válida para a casa de praia ou campo: “Beirais largos protegem as janelas” Em Santa Catarina, a madeira, ainda barata, recebe tratamento contra umidade e cupim e vai à praia. Resistentes à ferrugem, as esquadrias de alumínio pintadas estão em todo o litoral de São Paulo. As casas de praia (de veraneio) recebem materiais rústicos, como palha, toras, pedras, tijolo requeimado

SEGURANÇA

O muro não é necessário, exceto no litoral paulista. Em compensação é bom construir uma casa de caseiro - item básico em São Paulo. Se não for possível, existe a opção de fazer um quarto seguro para trancar objetos de valor.

LAZER

Piscina: Há quem diga que, como existe o mar, a piscina é dispensável. Mas nem todo mundo gosta do contato com a areia e o sal. Por isso, se o orçamento permitir, construa. Ela acrescenta alguns milhares de reais na hora da venda.
Varanda: Espaçosa em todos os lados da casa, trazendo sombra e refrescando o interior. Mas os ambientes devem ter janelas amplas para trazer luz. Construa sacada no quarto só se tiver vista para o mar.
Churrasqueira: Custa bem menos que a piscina. No Sul ela conta pontos.
Lareira e sauna: Usadas somente no Sul do país, onde faz mais frio.

CASA DE CAMPO

LOCALIZAÇÃO

Quando se fala em casa de campo, logo vem a imagem de um chalé na montanha. Mas você também pode construir em estâncias hidrominerais, sítios e fazendas, com terreno mais plano e clima mais quente. De qualquer maneira, a distância da capital deve ser de aproximadamente 100 km. Serviços, luz, água, esgoto também são essenciais. A presença de água natural atrai muito.
Por estar mais perto de Recife, Gravatá é mais procurada do que Garanhuns (uma "Suíça do Nordeste"), em Pernambuco. "Só o clima não vale, a distância também é importante", diz José Duarte Aguiar, presidente do Creci em Pernambuco. Em Santa Catarina, a serra existe, mas o apelo maior é do mar.

IMPLANTAÇÃO

Dependendo do clima, privilegiar a insolação (regiões frias, serranas) ou a ventilação (regiões quentes). Se a casa tiver uma vista panorâmica, melhor.

ESTILO

Na serra, chalé; colonial (Minas e Nordeste).

DISTRIBUIÇÃO DE AMBIENTES

Semelhante à da casa de praia, com ambientes integrados, que facilitam o convívio. Três quartos, dois banheiros. "Pelo menos na área social, é bom que o pé direito seja alto". Tudo aberto para o exterior, com portas de correr de vidro, por exemplo.

PAVIMENTOS

Pode ser térrea com mezanino ou ter dois pavimentos. Depende da área do terreno e da vista que pode surgir com a altura.

MATERIAIS

Como na casa de praia, devem ser práticos. O rústico cai bem. Em primeiro lugar, vem a madeira (em vigas aparentes e no piso, que pode ser carpete de madeira), depois pedra, tijolo e pedras aparente na fachada, telhas de barro, material de demolição. "Bloco de cimento, alvenaria estrutural não são valorizados.

SEGURANÇA

O muro é dispensável. Prefira cercas vivas. A casa de caseiro acrescenta valor ao imóvel, por questões de segurança, além de facilitar a vida da dona-de-casa.
Garagem: Dispensável.

LAZER

Piscina: Necessária, principalmente em regiões mais quentes. Dispensável em terrenos que tenham água natural (nascente, riacho, lago ou cachoeira - a maior das atrações).
Varanda: Faz sentido se trouxer atrativo paisagístico: vista, árvores, sol. Deve comportar uma rede e se abrir para a sala, como espaço de lazer e convívio. A varanda em todos os lados da casa compromete a insolação. Por isso mesmo, não aparece na serra gaúcha.
Churrasqueira: Obrigatória no Sul, nas demais regiões acrescenta valor ao imóvel, mas não é tão interessante.
Lareira: Cara, mas fundamental na serra. É possível aproveitar o "tubo" da lareira para fazer uma churrasqueira do lado de fora.
Sauna: Conta pontos nas regiões frias.

Fonte: Revista Arquitetura e Construção - Maio/96
Para ler esta reportagem na íntegra procure a fonte citada em bancas ou bibliotecas de sua cidade.